Pular para o conteúdo principal

De volta pra casa

Sempre que eu ouvia alguém reclamar do Brasil após passar um tempo em outro país, eu achava que era frescura, exagero, que a pessoa estava sendo esnobe e que estava querendo tirar onda com a minha cara. Mas daí eu (finalmente!!) passei por essa (terrível) experiencia.
Retornei para o Brasil em outubro de 2014 após passar 1 ano e 11 meses fora e a sensação que eu tive foi a de que nunca havia pisado aqui antes.
Estava TUDO diferente e ao mesmo tempo igual.
Foi bem confuso.
Parecia que eu havia apagado da minha memória todos os 26 anos que havia vivido aqui e só me recordasse dos últimos quase 2 anos da minha vida.
Daí eu percebi que os "reclamões exagerados e esnobes" na verdade estavam certíssimos! Quando a gente vai pra fora, principalmente para países ditos "melhores", o choque que se sente ao retornar é muito grande! Principalmente se você for pra viver 100% inserida na cultura do outro país por um longo período de tempo.
Já se passou mais de 1 ano do meu retorno e algumas coisas aqui ainda me chocam, como se fossem super inéditas mesmo não sendo. Por que será? Estranho né?
Eu sei que quando a gente tem um experiência dessas a gente cresce, amadurece, muda e quem (e o que) fica, fica na mesma, por isso o contraste é inevitável, mas poderia ser menos drástico né?
Eu ainda me pego estranhando o calor, estranhando a ineficiência da justiça, o pouco caso dos políticos e a falta de educação e respeito da maioria dos brasileiros, coisas que já existiam antes de eu ir e que já me incomodavam mas agora me incomodam absurdamente mais!
Eu voltei meio intolerante, eu acho... Ou será que as coisas mudaram mesmo?
Sempre me pergunto se "sou eu as coisas mudaram mesmo? Será que o país piorou mesmo ou fui eu que fiquei mal acostumada com um 'país de primeiro mundo'?"
Acho que os dois né?
Sinto uma sensação constante de "não pertenço a esse lugar", sendo que eu SOU daqui, eu TENHO que pertencer! É estranho pensar que por causa de míseros 2 anos fora sua pátria mãe se tornou uma completa estranha.
Me sinto bem mal com isso... Parece que estou menosprezando meu país, mas não estou! Bom, pelo menos não intencionalmente...
Isso me frustra e me deprime um pouco... me faz ficar saudosa demais de uma época que não voltará mais. E isso é PÉSSIMO!
Só espero que passe logo... Ouve dizer os primeiros 6 meses pós retorno são os piores, mas pelo visto eu fugi da regra até nisso, porque sigo aqui sofrendo pra me readaptar ao meu país de origem.
Será que algum dia vou me readaptar de fato?

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Abuso não é frescura!

Se seu tio nunca colocou a mão dentro da sua calcinha quando você era criança e disse que estava tudo bem em fazer aquilo e anos depois, quando você já era moçinha, te disse que "só" apalpar seus pequenos seios era "legal", então não fale que é frescura. Isso é abuso físico.  Se você nunca teve sua auto-estima destruída pelo seu próprio pai que achava que estava te ensinando alguma lição, nem foi chamada de vadia por ele porque estava saindo de casa com batom colorido e brincos grande, então não fale que é frescura. Isso é abuso emocional.
Se seu marido nunca te chamou de ridícula por acreditar em Deus e te proibiu de ir à igreja por achar que mulher dele não acredita nessas idiotices e nem perde tempo com isso, então não fale que é frescura. Isso é abuso psicológico.
Se seu ex nunca colocou na internet aquelas fotos e vídeos íntimos de vocês que só vocês sabiam que existiam, por pura vingança porque não aceitava o término do relacionamento, então não fale que é f…

Wishlist Juju Reis 3.1

E finalmente ele chegou: O *MEU* MÊS!! *Uhuulll* E por algum motivo bem incomum, esse ano eu estou bastante empolgada!! Estou até cogitando fazer uma FESTA com convidados e docinhos e musica e ZAZ!
Geralmente não me empolgo tanto assim com meu aniversário, mas sei lá o que aconteceu que esse ano eu quero comemorar, não só 1 ou 2, mas vááárias vezes! Tipo a Felícia das festas! *-*#aloka
Mas devido a crise que assola a todos nós, muito provavelmente farei alguma coisa mais simples e singela, como convidar algumas amigas pra uma girls night aqui em casa mesmo. Mas não sei ainda... Vamos ver como o mês vai desenrolar.
Bom, independente da comemoração escolhida, quero ganhar presentes, obviamente, então como não podia deixar de ser, fiz várias wishlists leeendas com alguns itens que gostaria de ganhar.
*Como assim "VÁRIAS wishlists", produção?!* Respondo: resolvi fazer essa com sugestões generalizadas e outras com sugestões mais específicas (título, cor, tamanho, etc.), separadas…

In Memoriam

Como é triste ver mais uma vida ceifada Pela ponta da espada Que um dia prometeu te proteger Ter seus sonhos interrompidos Pelos golpes inferidos Por aquele que não soube te perder Perdeu porque não cuidou Tampouco realmente amou Apenas quis te ter Ter seu corpo, sua vida, sua mente De modo sutil e eloquente Te fez a ele pertencer Mas no fundo você sabia Que só a si mesmo pertencia E sua força parou de esconder Enfrentou seus medos, família, sociedade Mostrou que dele não era propriedade Conseguiu juntar os cacos e se reerguer Mas deixou um homem com o ego ferido O transformou no seu pior inimigo Aquele que não a deixaria sem ele viver E ele te ameaçou e perseguiu E friamente sua promessa cumpriu E agora seus filhos sem ti irão crescer Infelizmente você não é a primeira Tampouco sua história é derradeira Mas jamais a iremos esquecer Lutaremos por justiça e contra o feminicídio Para que nenhuma outra mulher precise viver num presídio Quando o relacionamento se dissolver

Seguidores