Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2015

Devaneios Adolescentes

Quem será aquele rapaz que me encara até eu ficar sem graça? O olhar dele penetra a minha alma, fazendo-me sentir como se ele estivesse lendo os meus pensamentos mais íntimos... Tenho a sensação de que ele olha tão no fundo dentro de mim que consegue ver minha alma.

Às vezes eu acho que se ele olha assim pra mim é porque está interessado... Mas aí eu penso: "Por que cargas d'água um cara tão gato, que poderia ter qualquer menina da escola, iria se interessar justamente pela 'Betty, A Feia' aqui?" Então na verdade acho que ele me acha tão feia e estranha que simplesmente não consegue desviar os olhos de mim. 

Deve pensar: "Nossa, coitada.. Será que ela sabe o quanto é feia?" Sim, eu sei, o espelho faz questão de me lembrar disso sempre que o encontro. E além dele ainda tenho o lembrete constante dos "popularezinhos" da escola. Inclusive um dia desses alguém interrompeu meus devaneios enquanto eu o admirava, só para dizer "Volta pra realidade…

Querido alguém...

Nova carta à mais um "Querido Alguém"...



Diferenças

Amanda acorda todos os dias pouco antes do despertador tocar, às 5 horas, e por mais que queira dormir mais um pouco, sabe que preguiça não tem hora marcada em sua agenda lotada de responsabilidades e compromissos. Ela começa seu dia com uma corrida pelas ruas do bairro antes mesmo do sol acordar para, segundo ela, “acordar e preparar o organismo para enfrentar o estresse do dia-a-dia”. Seu cachorro Brownie lhe faz companhia pelas vias adormecidas e escuras. Ao retornar, cronometradamente uma hora depois, toma um banho demorado e revigorante e enquanto se arruma para sair novamente é a única hora do dia que tem tempo para ver TV durante a semana. Na verdade, “ver a TV” é o que ela menos faz; ela “ouve” o noticiário da manhã. Depois sai para enfrentar sua longa jornada diária.

Enquanto isso, do outro lado da cidade, Taylor chega em casa aos tropeços de tão bêbado após mais uma noite de curtição com seus amigos. Dessa vez foi à festa de inauguração de mais um estabelecimento pertencent…

Querido alguém...

Sempre tive uma certa dificuldade de verbalizar meus sentimentos e pensamentos, então há alguns anos venho escrevendo cartas onde expresso amor, ódio, perdão, revolta, gratidão e outros sentimentos.
No link abaixo você encontra a primeira delas a ser digitalizada e publicada


Se você ainda estivesse aqui...

Já se passaram tantos anos desde que você se foi, mas a sua ausência ainda é sentida.
Confesso que já não me pergunto mais com tanta frequencia como seria a vida se você estivesse aqui ainda, mas não consigo parar de pensar que seria muito melhor.

Se você ainda estivesse aqui, eu ainda teria meu escudo protetor, mesmo que entre a gente ainda rolassem aquelas brigas sem pé nem cabeça que ninguem nunca lembra como começaram.

Se você ainda estivesse aqui, eu ainda teria meu conselheiro, teria alguém para me ajudar a entender melhor a cabeça dos homens.

Se você ainda estivesse aqui, eu ainda teria um segundo pai para suprir todas as necessidades que o primeiro não conseguiu suprir.

Se você ainda estivesse aqui, eu teria meu melhor amigo ao meu lado 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Se você ainda estivesse aqui, eu teria um professor particular em tempo integral para me ensinar tanto as materias escolares quanto para me ensinar sobre a vida.

Se você ainda estivesse aqui, eu teria um ab…

Filha do coração

Fui adotada logo que nasci e nunca tive qualquer contato com minha família biológica, nem nunca tive interesse em procurar saber porque pra mim, família é a que cria, educa e dá amor incondicional, coisas que eu tenho, sempre tive e sempre terei na minha família e não abro mão.

Quando eu descobri que ser "filha do coração" significava "não ter nascido da barriga da minha mãe" eu fiquei muito chateada, sim, mas meus pais sempre trabalharam muito comigo essa questão, em especial a minha mãe que sempre teve uma "coisa" comigo muito grande! Um grude mesmo, uma superproteção, um amor imensurável!

Ela perdeu dois filhos biológicos, sendo um deles uma menina, então ela sempre me dizia que "Papai do Céu levou um anjinho porque era hora de outro vir à Terra" e por muitos anos eu não entedia porque Papai do Céu quis fazer uma coisa dessas (levar os meus irmãos e me tirar dos meus pais biológicos), mas hoje eu entendo perfeitamente: meus irmãos, filhos bio…

Prisioneira de Mim Mesma

No início eram só alguns movimentos quase imperceptíveis: uma piscada dessincronizada, uma franzida de testa, uma repuxada de lábio que eu sequer notava que estava fazendo. Vez ou outra eu era perguntada "por que tá fazendo essa cara?" e minha resposta era outra pergunta "Que cara?" aí descreviam o que eu supostamente havia feito com os olhos ou com os lábios, mas como eu sabia que não havia feito nada disso, eu só achava que "Fulano endoidou.." e deixava pra lá. A medida que situações como essas se tornaram mais frequentes então começarem a acreditar e a falar que eu havia desenvolvido tiques nervosos.

De repente esses tiques nervosos não se limitavam mais a curtas alterações de expressões faciais, passaram a ocorrer por todo o meu corpo com cada vez mais frequência e a intensidade aumentou tanto que até eu me incomodava comigo mesma. Eu tentava pará-los mantendo minhas pernas bem cruzadas e minhas mãos entrelaçadas e isso até funcionou por um curto per…

Término

Queria que nosso namoro
Nunca tivesse chegado ao fim
Queria ter a certeza
De que você ainda gosta de mim

Você pra mim
Foi mais que um namorado
Foi um super-amigo
Que sempre esteve ao meu lado

Os momentos que passamos juntos
São dificiceis de esquecer
Já que tudo nesse mundo
Faz-me lembrar você

Minha vida sem você
Não faz nenhum sentido
Será que não poderíamos
Ao menos sermos amigos?

Te Espero

No meu coração algo me diz Que ao seu lado um dia serei feliz
Não sei se esse dia demorará a chegar Só sei que valerá a pena por ti esperar
Mesmo que a espera seja longa e me faça sofrer Não me importo pois amo muito você

Lobo Solitário

Gosto de sair andando para qualquer lugar Sigo qualquer rumo sem saber onde vou chegar Não sou daqui, muito menos de lá Não sou de lugar nenhum, vivo em qualquer lugar Viajo todo o mundo em busca da liberdade Tanto faz se está no campo ou na cidade Em mim ninguém manda, a mim ninguem prende Nunca precisei de ninguem, sem pre fui independente Não me prendo a bens nem ao amor Prefiro seguir sozinho assim evito a dor

O que você vê da sua janela? (II)

Da minha janela vejo o meninos com bola
Vejo a menina com boneca
Vejo os dois na escola

Da minha janela vejo uma família sentar para jantar
Vejo pais e filhos conversarem
Vejo o lar se alegrar

Da minha janela vejo laços se estreitarem
Vejo corações perdoando
Vejo feridas sararem

Da minha janela vejo pássaros cantores
Vejo um horizonte verde
Vejo a arte divina e suas várias cores

Da minha janela vejo crianças brincando descalças na lama
Vejo a vida real sair do mundo virtual
Vejo cimento virar grama

Da minha janela vejo o céu azul se refletir no mar
Vejo a um jardim florecer
Vejo a natureza a se regenerar

Da minha janela vejo gregos e troianos virarem amigos
Vejo paz em tempos de guerra
Vejo aperto de mão entre antigos inimigos
Da minha janela vejo o cego enxergar
Vejo o mudo cantar ópera
Vejo o cadeirante caminhar

Da minha janela vejo a chegada de um bebê
Vejo o pulso voltar a pulsar
Vejo o velho rejuvenescer

Da minha janela vejo semente feia virar uma bela flor
Vejo o galho mais fin…

O que você vê da sua janela? (I)

Da minha janela vejo crianças que não sabem mais brincar;
Vejo infâncias perdidas
Vejo adolescências destruídas

Da minha janela vejo pais ausentes
Vejo filhos perdidos
Vejo drogas presentes

Da minha janela vejo o carinho que não foi dado
Vejo o abraço negado
Vejo o "Eu te amo" que não foi falado

Da minha janela vejo a máquina chegar;
Vejo a floresta cair
Vejo o rio secar

Da minha janela vejo árvore virar prédio
Vejo conversa virar texto
Vejo o contato humano virar tédio

Da minha janela vejo pernas virarem rodas
Vejo cabeças virarem caixas
Vejo sapatos finos tomarem o lugar das brutas botas

Da minha janela vejo a honestidade desaparecer
Vejo a criminalidade ser algo normal
Vejo a maldade vencer

Da minha janela vejo a dor sentida
Vejo o grito sufocado
Vejo a lágrima escorrida

Da minha janela vejo a veia entupir
Vejo o coração parar
Vejo a vida se esvair

Da minha janela vejo faces distorcidas
Vejo corpos mutilados
Vejo identidades perdidas

Da minha janela vejo o mundo se perde…

Só por hoje

Só por hoje vou relaxar Só por hoje não vou me estressar

Só por hoje vou ler um livro por puro prazer
Só por hoje vou me ocupar de nada pra fazer

Só por hoje vou deixar o celular desligado
Só por hoje o Facebook ficará desatualizado

Só por hoje vou andar descalça Só por hoje a roupa social vai dar lugar ao moletom e calça

Só por hoje minhas unhas vão ficar por fazer
Só por hoje vou fazer tudo sem correr

Só por hoje não vou me importar com a pressão alta
Só por hoje a salada será substituída por uma torta

Só por hoje ao invés de café vou tomar chá
Só por hoje o suco vai virar Guaraná

Só por hoje a cama ficar desarrumada
Só por hoje a roupa não será lavada

Só por hoje não me maquiarei
Só por hoje meu cabelo não alisarei

Só por hoje vou tirar folga da realidade
Só por hoje vou ser eu de verdade


Seguidores