Pular para o conteúdo principal

Volta à escola


Soaria muito doido se alguém chegasse aos seus 30 anos de idade, e resolvesse voltar pra uma sala de aula de pré-vestibular após 11 anos longe da escola, afim de reaprender Gramática, Redação e Literatura?
Pois é... estou pensando nisso!
Na verdade o que eu queria é que existisse uma "escola de português", assim como existem escolas de idiomas, sabe? Mas uma específica para quem quer aprender (ou melhorar) o português.
Mas como isso não existe, considero voltar pra escola ESCOLA mesmo pra fazer aquelas oficinas que geralmente oferecem pro pessoal da discursiva.
Sempre gostei dessas matérias mas nunca tive paciência para aprender detalhes. Gramática eu acho encantadora, tenho verdadeiro TOC (reprimido, na maioria das vezes) por corrigir o português alheio e ainda "brinco" de estudar o dicionário (só que agora o Aurélinho que tenho desde a 3ª ou 4ª série foi substituído por dicionários virtuais), mas sempre a achei muito complicada! Até hoje não sei o que é objeto direto e indireto e já não lembro mais todo os tempos verbais nem as figuras de linguagem (as duas matérias que eu mais adoro). Fora que após anos de "linguagem virtual" junto ao fator reforma ortográfica da língua portuguesa eu tenho cometido muitas gafes que em outras épocas me causariam mini infartos.
Literatura eu já não gostava tanto, mas hoje já acho que era pura rebeldia porque eu lia livros que não eram indicados pela escola, mas os livros da lista de materiais... Era uma tristeza! Minha mãe comprava TODOS, mas eu não dava a mínima pra eles, nem pra fazer trabalho nem prova. Inclusive alguns livros eu tenho vontade de ler só pra ver o que eu perdi, mas nem lembro os nomes mais... lembro das capas, porém já devem ter mudado (se é que foram republicados, né?).
Até Redação, que eu amo desde sempre, nunca tive paciência em aprender os estilos de escrita, sempre fui mais do tipo pega-lápis-e-papel-escreve-tudo-que-vem-a-mente-depois-organiza-em-parágrafos-e-fim. Até hoje não sei classificar meus textos na hora de escolher as tags aqui do blog (inclusive, caros leitores, caso algum texto esteja classificado com estilo errado, podem me dar um toque!).
Venho pensando nessa possibilidade de voltar a estudar Português há alguns anos já, mas nunca fiz nada a respeito, até reencontrar minha professora de Português da 5ª série e de Redação do 1º ano e achar que era um sinal divino de que eu deveria fazer algo a respeito dessa minha vontade louca.
Certa vez eu conheci um professor de Química de cursinho que é TÃO apaixonado pela matéria e pela profissão que, estava com planos de fazer uma espécie de grupo de discussão só para apaixonados por Química para que pudessem trocar idéias sobre o assunto enquanto tomavam uma cerveja ou sei lá, faziam qualquer outra coisa. Ele queria meio que dar aula fora da sala de aula e despertar nos alunos a mesma paixão, interesse e admiração que ele sente pelo assunto. Eu achei essa ideia super bacana e dei o maior apoio, porém odeio Química! Mas se achasse algum professor de Português interessado em fazer algo semelhante, eu super toparia!
Daí quando reencontrei a professora Andrea essa vontade de estudar Português de novo aflorou tão fortemente que comecei a cogitar voltar para o cursinho só para ter aulas de Português e, quem sabe, tentar vestibular para Letrar Português no final do ano.
Louco né?
Mais louco ainda é pensar que Letras Português NUNCA foi opção de curso pra mim. Letras INGLÊS sim! Até hoje é. Mas Português, jamais! Eu heim, já pensou passar 4 anos da minha vida estudando Luis de Camões, Trovadorismo e Normas Gramaticais?? Deus me livre e guarde!
É... o mundo dá voltas. Cá estou eu revendo meus conceitos.

Comentários

  1. Acho super válido você voltar estudar, nunca é tarde! Não tem idade para aprender e reaprender <3

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Abuso não é frescura!

Se seu tio nunca colocou a mão dentro da sua calcinha quando você era criança e disse que estava tudo bem em fazer aquilo e anos depois, quando você já era moçinha, te disse que "só" apalpar seus pequenos seios era "legal", então não fale que é frescura. Isso é abuso físico.  Se você nunca teve sua auto-estima destruída pelo seu próprio pai que achava que estava te ensinando alguma lição, nem foi chamada de vadia por ele porque estava saindo de casa com batom colorido e brincos grande, então não fale que é frescura. Isso é abuso emocional.
Se seu marido nunca te chamou de ridícula por acreditar em Deus e te proibiu de ir à igreja por achar que mulher dele não acredita nessas idiotices e nem perde tempo com isso, então não fale que é frescura. Isso é abuso psicológico.
Se seu ex nunca colocou na internet aquelas fotos e vídeos íntimos de vocês que só vocês sabiam que existiam, por pura vingança porque não aceitava o término do relacionamento, então não fale que é f…

In Memoriam

Como é triste ver mais uma vida ceifada Pela ponta da espada Que um dia prometeu te proteger Ter seus sonhos interrompidos Pelos golpes inferidos Por aquele que não soube te perder Perdeu porque não cuidou Tampouco realmente amou Apenas quis te ter Ter seu corpo, sua vida, sua mente De modo sutil e eloquente Te fez a ele pertencer Mas no fundo você sabia Que só a si mesmo pertencia E sua força parou de esconder Enfrentou seus medos, família, sociedade Mostrou que dele não era propriedade Conseguiu juntar os cacos e se reerguer Mas deixou um homem com o ego ferido O transformou no seu pior inimigo Aquele que não a deixaria sem ele viver E ele te ameaçou e perseguiu E friamente sua promessa cumpriu E agora seus filhos sem ti irão crescer Infelizmente você não é a primeira Tampouco sua história é derradeira Mas jamais a iremos esquecer Lutaremos por justiça e contra o feminicídio Para que nenhuma outra mulher precise viver num presídio Quando o relacionamento se dissolver

Seja Forte

Até quando você vai engolir calada Cada humilhação aguentada? Por quanto tempo você vai entrar no banho pra chorar Na esperança da água sua vergonha lavar? Quando você vai finalmente perceber Que o errado é ele e não você? Mulher, seja corajosa e erga sua cabeça! Por mais difícil que seja, não esmoreça! Empodere-se, seja forte! Mude seu destino, faça sua própria sorte! Se conheça, se cuide, ame primeiramente a você Saiba que sem ele também é possível viver.

Seguidores